OS AFORISMOS DO CIBERPAJÉ | EDGAR FRANCO

 

Edgar Franco é o Ciberpajé, um ser mutante como o Cosmos, em constante transmutação. Livre de dogmas e verdades, mago psiconauta pronto a experimentar a novidade, focado em viver o único momento que existe: o agora. Artista transmídia com premiações nacionais nas áreas de quadrinhos, artes visuais, arte e tecnologia, e ficção científica como o Prêmio Rumos Arte e Tecnologia - Itaú Cultural (2003), o Troféu Bigorna de melhor HQ de Aventura/FC (2010), a Medalha Frei Confaloni de Artes Visuais (UBE-GO, 2019), o Prêmio Argos de Literatura Fantástica (2021) e o Troféu Angelo Agostini de Mestre do Quadrinho Nacional (2022). Criador do universo ficcional da Aurora Pós-Humana, com o qual tem realizado obras em múltiplas mídias e suportes, como quadrinhos, ilustração, poesia, aforismo, HQforismo, conto, música, vídeo, cinema, animação, instalação, web arte, gamearte e performance. É um dos pioneiros brasileiros do gênero poético-filosófico de quadrinhos. Mentor da banda performática Posthuman Tantra e do Projeto Musical Ciberpajé. Pesquisador-criador do termo HQtrônicas, autor de quatro livros acadêmicos e dezenas de artigos. Pós-doutor em Arte, Quadrinhos e Performance pela UNESP, Pós-Doutor em Arte e Tecnociência pela UnB, Doutor em Artes pela USP, Mestre em Multimeios pela UNICAMP, Arquiteto e Urbanista pela UnB. Desde 2008, atua como professor permanente do Programa de Mestrado e Doutorado em Arte e Cultura Visual da Universidade Federal de Goiás, em Goiânia. Desde 2011, coordena o Grupo de Pesquisa CRIA_CIBER na Faculdade de Artes Visuais da UFG, no qual orientou dezenas de pesquisadores de iniciação científica, mestrado e doutorado. Sua obra artística transmídia tem sido estudada por pesquisadores do Brasil e do exterior de múltiplas áreas, tendo gerado cinco livros dedicados a ela e inúmeros artigos científicos.