editora.png

OS AUTORES

AlbirJoseInaciodaSilva.png
Albir José Inácio da Silva

Funcionário público,  bacharel em Direito, escreve contos e crônicas.  Participou do livro Acaba não, mundo. Escreve contos porque gosta de histórias e crônicas porque gosta de olhar a cidade.

AlfonsinaSalomão.png
Alfonsina  Salomão

Alfonsina Salomão é meu segundo pseudônimo. O primeiro é Nina Said. Para mim, inventar pseudônimos é como girar um caleidoscópio e observar seus desdobramentos. Cada imagem revela um aspecto diferente de algo que na verdade é sempre o mesmo. Nina Said escreve para rir de si mesma, dar conta do seu cotidiano de mãe, imigrante, companheira e nora. Alfonsina Salomão nasceu juntamente com a participação no Crônica do Dia. Desde seu surgimento, ainda recente, ela se dedica a sondar a realidade interior das mulheres que inventa.

 

AndreFerrer.png
André Ferrer

Antes do seu nascimento, uma velha bruxa disse à sua mãe que ele seria um astronauta. Quando crescesse, o menino exploraria outros mundos. (Menino — assim, categoricamente — numa época sem ultrassom.) Muito embora ele tenha se interessado pelas ciências, toda e qualquer viagem para outros mundos deram-se mediante a leitura e a escrita de ficção. Farmacêutico e bioquímico, já deu aulas de Química em uma universidade. Produz contos e crônicas e os seus textos foram publicados em antologias de contos como A morte do outro lado da luneta e Grenzenlos. Enfim, as bruxas costumam ser bastante indiretas nas suas previsões.

CarlaDias.png
Carla Dias

Escritora, baterista e produtora cultural. Autora dos livros Baseado em palavras não ditas, Livro das confissões e O observador, entre outros. Integrante da banda OsQuatro, faz mil coisas ao mesmo tempo e gosta de aprender. Indicadora entusiasta de séries e filmes. Não vive sem amigos, livros, música e café.

 

Clara Braga

Fotógrafa, baterista, cronista e mãe. Possui crônicas publicadas em duas coletâneas, sendo uma delas o livro Acaba não, mundo, com textos Crônica do Dia. Desde que se tornou colaboradora do site, vem compartilhando com os leitores sua forma de ver e viver o mundo. Em seus textos, quase todos autobiográfi cos, é possível encontrar seus temas prediletos: muita arte, amizade, comida, e, claro, a maternidade.

 

Cristiana Moura

Cronista, psicóloga, artista plástica, arteterapeuta, também contribuiu com as crônicas do Jornal de Caruaru (PE). Para ela, vida e arte têm fronteiras sutis, tênues, sensíveis, e, muitas vezes, invisíveis. A vida lhe é urgente, transparente, fl uida. As paredes da casa e a pele do seu corpo se confundem. Por vezes, dança para saber que está viva. Nesta confusão-fusão-movimento, escreve. Escreve, por necessidade, as entrelinhas sensíveis do cotidiano.

 

FredFogaça.png
Fred Fogaça

Paulista erradicado em terras franciscanas. Servidor público, professor da área técnica extraviado nas artes. Está por aí escrevendo, desde há um bom tempo. Cozendo o primeiro livro, enquanto divide a vida com uma meia maratona acadêmica. Não tem títulos que se deem para nota, mas gosta muito de plantas.

 

Nádia Coldebella

Paranaense e virginiana, formada em Psicologia pela UEM, mestre em Psicologia pela UFRGS. É escritora e brinca de pintar nas horas vagas — na verdade, pensa em terminar seus dias assim. Não tem grandes pretensões, apenas deseja ser uma peça para a construção de um mundo onde suas fi lhas possam ser livres e andar sem medo.

 

Paulo Meireles Barguil

Aprender é sua brincadeira favorita. Criança estripulenta disfarçada de educador na UFC. Pai de Samuel e de Ana Beatriz.

 

SandraModesto.png
Sandra Modesto

Nasceu e mora em Ituiutaba, MG. Graduada em Letras, pós-graduada em Educação, professora aposentada. Autora dos livros Tudo em mim é prosa e rima (Editora Autografi a) e Acenda a Luz (Editora Kazuá). Conta com poemas incluídos em duas antologias. Alguns dos seus textos foram publicados em revistas digitais e impressas. É membro do coletivo Mulherio das Letras, nacional. Considera-se uma aprendiz da vida.

 

Sergio Geia

Romancista, cronista e contista. Publicou Confidências de um Sacerdote (Editora Cabral) e Folha Vadia (Editora Matarazzo). É cronista do Jornal de Caruaru (PE) e da Gazeta da Estiva (Taubaté - SP), além de cronista e editor do Crônica do Dia. Gosta de futebol (principalmente assistir ao seu Palmeiras), de uma mesa de bar, de tocar violão e do Oasis.

 

WhisnerFraga.png
Whisner Fraga

Escritor, autor de O que devíamos ter feito, Abismo poente, O privilégio dos mortos e As espirais de outubro, entre outros livros. Gosta de estar em casa, ouvindo música, conversando com a família, lendo e escrevendo. Prefere o silêncio corrompido das plantas ao convívio com as demais gentes, mas concorda que há esperança nas vibrações das pedras.

 

Zoraya Cesar

Tem um livro impresso, Planos macabros; quatro audiolivros; um e-book, A viúva e outros contos. Participou da antologia alemã Grenzenlos (Editora Arara-Verlag) com o conto Biografia não autorizada, e da Antologia Nada elementar, organizada por Bia Machado, com o conto Minha vida com Amelinha. Escreve contos urbanos, fantasia, policial e suspense. Os colegas a apelidaram de Lady Killer, não à toa. Mas escreve contos fofos e engraçados também. Às vezes.